Não se compare

:: Novidades ::

A comparação acontece a partir do momento que você olha para alguém e começa a colocar na balança características suas e da outra pessoa, analisando o que ela tem demais e você de menos, de melhor ou pior etc.

Mas, primeiro, vamos deixar uma coisa bem clara: a comparação é normal. Mais cedo ou mais tarde, ela vai existir na sua vida.

Pode começar com um pensamento inocente de admiração por alguém. “Nossa, essa pessoa tira boas notas”, “Olha só aqueles músculos”, “Como ela se veste bem!” e por aí vai. Mas esses pensamentos podem se transformar, principalmente se a sua autoestima não estiver lá essas coisas.

A comparação foi um dos motivos que me atrapalhou de publicar e divulgar meus livros durante muito tempo. Eu olhava para as prateleiras das grandes livrarias e achava tudo fantástico demais, inalcançável, sabe? Não me sentia representada ali. Até então, só enxergava os autores mundialmente famosos, o que está bem longe da realidade. Temos pessoas de todas as idades, estados, crenças e cores escrevendo livros no Brasil!

Apenas quando comecei a ler escritores nacionais, passei a achar que uma carreira de escritora não era um sonho tão distante assim. Aí está um registro da primeira vez que vi a escritora Carina Rissi ao vivo:

 

 

 

 

 

 

 

Comecei a escrever pra valer, publiquei meu primeiro livro em 2018 e nunca mais parei desde então. Já tive altos e baixos, e percebo que me comparar com outros autores ou bookstagrammers é um dos motivos que diminui a minha motivação.

Mas, vamos combinar, não faz sentido algum se comparar com qualquer outra pessoa! Temos histórias de vida diferentes e estratégias diversas para alcançar o que sonhamos. Além disso, cada um de nós tem seu próprio ritmo. O fato de você ainda não ter chegado onde você quer deve ser apenas um combustível! E só olhe para o coleguinha do lado se for para se inspirar de alguma maneira, nunca para permitir que pensamentos prejudiquem sua autoestima.

Então, vamos lá, sejamos práticos.

O que pode acontecer se você ficar se comparando muito com as outras pessoas:

  • Te desmotivar
  • Desencadear ansiedade
  • Diminuir sua autoestima
  • Prejudicar sua criatividade
  • Desacelerar seu processo de conquista

Ou seja, já passou da hora de parar de fazer isso né?

Agora, como resolver essa comparação insuportável e, convenhamos, desnecessária?? O que eu faço e funciona para mim é o seguinte:

  • Dou uma pausa para respirar fundo (fisicamente e mentalmente. Sabe detox de redes sociais? Pois é)
  • Procuro me lembrar de tudo que já conquistei até agora (isso me ajuda a ter gratidão pela minha trajetória)
  • Me conscientizo de que tenho um processo criativo único (acredite em mim, ninguém pensa igualzinho a você!)
  • Me reconecto com meu ritmo de fazer as coisas (tudo bem se você não consegue ler um livro em 3 dias, não é uma competição. Leitura é prazer!)
  • Por fim, repito que sou única. Em um universo de infinitas possibilidades e de pessoas com tantos jeitos diferentes, não existe ninguém igual a mim. Nem mesmo o seu clone seria igual a você em todos os aspectos.

 

Não se comparar é ter liberdade para seguir a sua vida no seu próprio ritmo, sem ficar duvidando das suas escolhas e atitudes o tempo todo.


Se você leu até aqui, muito obrigada, e espero que minhas palavras tenham te ajudado de alguma forma!

Para ler mais conteúdos assim, siga-me no Instagram. E te convido para conhecer os meus livros.

Deixe um comentário